Geral

Um papagaio adivinhava

Um papagaio adivinhava a cor da calcinha das mulheres sem precisar ver. Uma mulher passou pela rua e o papagaio gritou:

- Calcinha roxa! Calcinha roxa!

Uma hora depois, a mesma mulher passou pela rua e o papagaio gritou:

- Calcinha branca! Calcinha branca!

Outra hora, a mesma mulher passou pela rua e o papagaio gritou:

- Calcinha azul! Calcinha azul!

Já irritada, a mulher foi para casa contar pro marido:

- Amor, lá na rua tem um papagaio que adivinha toda a hora a cor da minha calcinha!

- Tive uma ideia: Vá sem calcinha!

Uma hora depois, a mulher passou pela rua e o papagaio gritou:

- Calcinha cabeluda! Calcinha cabeluda!

Average: 9 (1 vote)
Categoria

Visita das Velhinhas

A velhinha tinha problemas para lembrar das coisas e iria receber a visita de suas amigas que também não tinham uma boa memória. As amigas chegam e a velhinha pergunta:

- Querem uma xícara de café?

Dois minutos depois ela pergunta:

- Querem uma xícara de café?

Um minuto depois ela pergunta:

- Querem uma xícara de café?

E assim continua até que um bom tempo depois as amigas vão embora e comentam na saída:

- Que mal educada. Ela nem ofereceu um café!

O filho da velhinha volta para a casa e pergunta para ela:

- Mãe, como foi a visita das suas amigas?

E a velhinha responde:

- Filho, você acredita que elas nem vieram?

Average: 8 (1 vote)
Categoria

Metade da Melancia

O sujeito estava tranquilo na barraca de feira, vendendo melancias e gritando:

- Olha a melancia, boa e barata, apenas 20 reais cada.

Nisso, encosta um homem enorme de quase dois metros de altura, tipo 4x4, e diz:

- Ô meu amigo, 20 reais tá muito caro... não quero nem saber... só vou levar a metade, pode ir cortando aí.

O coitado, apavorado diz ao homem:

- Olha senhor, eu não sou o dono da barraca e não posso cortar... mas o senhor aguarde um instante que o patrão está em outra barraca ali na frente e eu vou falar com ele. Se ele autorizar, eu corto a melancia pro senhor.

Disse isso e foi falar com o patrão, só que ele não notou que o homem foi atrás dele. Chegando lá ele falou pro patrão:

- Ô patrão, tem um fi da égua aí, querendo compra só a metade da melancia...

Quando ele olhou pra trás e viu o homem, complementou.

- E esse cavalheiro aqui, vai levar a outra metade.

Average: 8 (1 vote)
Categoria

Fazendo Sopa

Seu Lunga estava doente e a esposa se propôs a fazer uma sopa. Quando terminou gritou da cozinha:

- Lunga você quer que eu coloque a sopa em um prato e leve para você?

Ele respondeu:

- Não, jogue no chão em empurre com um rodo!

Average: 8 (1 vote)
Categoria

Na entrevista de emprego

- Qual sua habilidade?

- Responder cálculos rapidamente.

- Quanto é 42 x 3 ÷ 2?

- 54

- Errou feio!

- Mas respondi rapidamente!

Average: 5.5 (2 votes)
Categoria

O pai pergunta à filha

O pai pergunta à filha:

- Filha, você acha que sua professora desconfia que eu estou te ajudando a fazer a lição de casa?

- Acho que sim, pai. Ela até já me disse que você deveria voltar para escola!

Average: 8 (1 vote)
Categoria

Cortando o Cabelo

O cara chegou ao barbeiro, trazendo um garotinho pela mão:

- Dá um trato na juba aí, ô do avental! - pediu ao barbeiro.

O barbeiro cortou seu cabelo e, em seguida o homem disse:

- Agora, vai cortando o cabelo do garoto que eu vou comprar um jornal e já volto.

O fígaro cortou o cabelo do garoto e ficou esperando o homem voltar. Após duas horas, o barbeiro comentou com o garoto:

- Acho que seu pai se perdeu! Fazem duas horas que saiu e ainda não voltou...

- Ele não e meu pai não, moço! Eu estava no meio da rua quando aquele homem me parou e perguntou: Tá a fim de cortar o cabelo de graça?

Average: 7 (1 vote)
Categoria

Me leva no circo

Mamãe, mamãe... me leva no circo? Não, filho... Se querem te ver, que venham aqui em casa...

Average: 7 (1 vote)
Categoria

Tráfico de Órgãos

A mulher pergunta ao homem:

- O que você faz?

O homem responde:

- Tráfico órgãos.

A mulher espantada diz:

- Você não tem coração?

O homem responde:

- Isso foi uma encomenda ou uma crítica?

Average: 6 (1 vote)
Categoria

Próximo da morte

Havia um senhor rico que estava próximo da morte, então chamou seus 3 filhos e disse:

- Há um baú enterrado nesse terreno, porém não me lembro onde. Quando eu morrer, derrubem a casa para cavar, pois o baú tem um tesouro.

A partir desse momento os filhos ficaram torcendo pela morte rápida do progenitor, até o dia em que ele se foi. Logo após o enterro, destruíram a casa, cavaram o chão e acharam o baú que continha o bilhete:

"Aprendam a construir suas casas, pois a minha morre comigo!

Average: 6 (1 vote)
Categoria